Seguidores

Pesquisar neste blog

Meus blogs :

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

História de Pombagira -Maria Mulambo das 7 Catacumbas




A condessa Sophia estava novamente com problemas, por isso chamou a negra Calú. Da primeira vez em que ficara grávida fora Do casamento seu socorro viera através da escrava conhecedora de ervas que expulsavam o feto como que por encanto. Desta vez o assunto era ainda mais sério, estava grávida de um negro, como explicar ao conde, louro de olhos azuis e pele alvíssima, um filho que, certamente, nasceria mulato? Calú entrou cabisbaixa nos aposentos da condessa e foi informada que deveria novamente proceder como há quatro meses. A escrava ficou boquiaberta: - Senhora, como deixou isso acontecer novamente em tão pouco tempo? É muito perigoso provocar sangramento quase seguido! - Foi calada por um violento tapa - Como ousa julgar os atos de sua senhora, negrinha vagabunda? Eu te chamei para fazer o seu serviço e é isso que deve fazer. Vá buscar as o que necessitas e volte imediatamente com tudo pronto ou mandarei te surrar até que morras! Desorientada pela agressão, Calú embrenhou-se na mata para procurar as ervas que conhecia tão bem. Seu rosto ainda queimava pela agressão e também pelo ódio que invadia seu coração. Ela que sempre fora fiel, facilitara os encontros clandestinos da condessa em várias ocasiões, e não foram poucas, causara-lhe o primeiro aborto e nem um obrigado tivera ainda tinha que apanhar? Vagabunda era ela, que se vestia com capricho, perfumava-se e fazia o papel da esposa perfeita ao lado do conde e ao menor afastamento deste, deitava-se em qualquer lugar com qualquer um. E depois ela é quem tinha que virar-se para dar um fim aos bastardinhos? Hoje iria a forra, seria o seu dia de vitória. Apanhou ervas que em nada serviriam para o aborto proposto. Fez uma mistura que após a infusão levaria a mulher à morte em pouco tempo. Aí sim ficaria contente, ver aquele poço de vaidade e devassidão morrendo lentamente pelas suas mãos. Entrou no quarto e a condessa encontrava-se deitada. - Já está pronto o remedinho minha querida? - Além de tudo era cínica - Sim senhora, preparei uma grande caneca e hoje mesmo estará livre do seu mal. - Ah que bom! Desculpe sim? Se perdi a paciência com você, mas não gosto que me ponham contra a parede. - Calú lançou-lhe um olhar furtivo - Não foi nada, já esqueci! Tome o chá e fique deitada. Em poucos minutos a mulher começou a sentir dores insuportáveis. - Calú esse não é o mesmo chá? Estou com dores horrorosas! - É assim mesmo, senhora, faz muito pouco tempo do outro acidente. Intimamente a escrava alegrava-se ao ver o sofrimento da condessa. - Calú, estou morrendo! - A negra subiu sobre a cama e falou: - Isso mesmo, condessinha vagabunda, estou livrando o mundo de uma podridão. Morra infeliz! A porta se abre e uma escrava ouve as últimas palavras, sai correndo e gritando pela enorme mansão: - A Calú está matando a condessa! Em poucos minutos o chefe da guarda, invade o quarto e vê a cena, a condessa morta sobre a cama e a escrava rindo histericamente ao lado. Um golpe certeiro de sua espada corta o pescoço da mulher, a cabeça de Calú cai sobre o corpo inerte de sua vitima. Depois de muito vagarem por tortuosos caminhos inferiores, os espíritos de ambas, encontraram-se em uma lei de esquerda. Na linha de Maria Mulambo, conseguiram o fio condutor de uma lenta e necessária evolução. Este é um dos raros casos em que dois espíritos ligados pelo ódio em terra, uniram-se para a evolução sob a mesma lei. Sophia hoje atende por Maria Mulambo das Sete Catacumbas e Calú, por Maria Mulambo das Almas. Laroiê as Pomba-giras!






Pontos Cantados de Boiadeiro-Parte I



Eu tenho meu Pai eu tenho...
eu tenho um beija-flor
Eu tenho meu Pai eu tenho
Pai Oxosse Matalabô
Oi da laranja eu quero um gomo
e do limão quero um pedaço
E do Caboclo Boiadeiro
eu quero um grande abraço
Mas quem quiser saber meu nome
mas não precisa perguntar
Sou Boiadeiro da Chapada
Aqui e em qualquer Lugar
Mas vou tocando minha boiada
Toco berrante pelas estradas
Eu sou caboclo
Sou Boiadeiro
E resolvo qualquer parada

----------------------------------------------

Tirei meu chapéu
implorei a meu Deus
quem não me conhece
Boiadeiro sou eu

--------------------------------------

Apanhei minha Roseira
Para tirar do caminho..
Apanhei minha Roseira
Para tirar do caminho..
Na terra de Boiadeiro
Não se pisa em espinho.

-----------------------------------------------

xo, xo, xo passarinho
saia do meio da estrada
xo, xo, xo passarinho
saia do meio da estrada
que ai vem seu boiadeiro
trazendo sua boiada

---------------------------------

Boi, boi, boi, boi, boiá
Boi, boi, boi, boi, boiá
Tira a chinela do pé o moreno
Naum deixa esse boi escapar!
Tira a chinela do pé o moreno
Naum deixa esse boi escapar!

--------------------------------

Eu vo me embora que eu aqui não fico
Eu vo me embora que eu aqui não fico
Senhor Ogum mando me chama
Se vê meu bando dê lembrança a eles
Adeus adeus ate quando eu volta
Se ve meu bando dê lembrança a eles
Adeus adeus
ate quando eu voltá

------------------------------------

Me chamam de Boiadeiro
Não so Boiadeiro não
Eu so zelador de gado
Boiadeiro é meu patrão
la la la ia
Boiadeiro é meu patrão
la la la ia
Eu venho de muito longe
Eu venho cortando a estrada
Com meu laço na garupa
Levando boi na envernadala
la la ia

---------------------------------------------

O meu chapeu de coro
É por Deus a bençoado
O meu chapeu de coro
É por Deus a bençoado
O da licença de entra nesse cercado
O da licença de entra nesse cercado
Galo canto
canto de madrugada
Esta na hora de chama a vaquejada
Galo canto canto de madrugada
Esta na hora de chama a vaquejada
Balança porteira velha
Porteira ja balanço
Balança Porteira velha
Boiadeiro ja chego

------------------------------------

Eu peguei meu laço pra laça meu boi
Que o meu boi fugiu e eu não sei pra onde foi
Laça laça laça
Laça laçador
Laça o inimigo e tambem o traidor

----------------------------------------

O boi ja vinha cansado
e o carreiro tbm vinha
O boi ja vinha cansado
e o carreiro tbm vinha
em todo lugar que parava
chamava seu boi na guia
em todo lugar que parava
chamava seu boi na guia
êh êh malhado
chamava seu boi na guia
êh êh malhado
chamava seu boi na guia

----------------------------------------------------------

Boiadeiro êh
Na mata ja deu sinal
Boiadeiro êh
Na mata ja deu sinal
O chapeu do Boiadeiro
Traz o bem e leva o mal
O chapeu do Boiadeiro
Traz o bem e leva o mal

-------------------------------------------

Boiaderinho novo que hora vc chegou....2x.
Eu cheguei de madrugada na hora que o galo cantou....2x.

----------------------------------------------------------------

Boiadeiro comprou canga
mas não tem boi pra puxar....2x
Aue seu boiadeiro
ooo poe seus filhos para trabalhar....2x

.--------------------------------------------

Fazenda boa
oi fazenda de São Vicente....2x.
Eu mandei buscar um touro
oi me mandaram um boi valente....2x

.------------------------------------------------------------------------

Quando matar este boi o mocoto e meu....2x.
Que pra pagar o trabalho que esse boi me deu....2x.
Oi mato o boi e tira o coro que eu não mereço esse disaforo....2x.

-----------------------------------

BÓIA BOIADEIRO
OH BOIADEIRO BÓIA
BÓIA BOIADEIRO
OH BOIADEIRO BÓIA
SE EU CONTAR MINHA VIDA
BOIADEIRO CHORA
SE EU CONTAR MINHA VIDA
BOIADEIRO CHORA

----------------------------------------------------------

"boa noite meu senhor
boa noite para o cavaleiro
boa noite meu senhor
boa noite para o cavaleiro
eu sou o caboclo guerreiro
mas todos chamam d caboclo vaqueiro
eu sou o caboclo guerreiro
mas atodos chamam d caboclo vaqueiro"

-------------------------

Seu Boiadeiro, leva a boiada pro curral...
O vento que venta aqui, tambem venta acolá...
Seu Boiadeiro não é hora de parar...
És boiadeiro aqui e em qualquer lugar...

---------------------------------------------------

De manhã cedo,
Boiadeiro toca o Sino...
Ele é menino mais já sabe trabalhar...
Seu moço,
o que que há...
Seu Boiadeiro é de Bom Jesus de Mariah...
Ô Lapaaaaa...Ô Lapa de Bom Jesus...
Ô Lapa terra sagrada...
Boiadeiro é quem nos Conduz...

---------------------------

Botei meu laço na porteira...
Pra inimigo não passar...
Quem tentou passar no laço...
Nunca mais irá voltar...

----------------------------

Num certo dia fui contar meu gado,
Dei por falta de Malhado,
Meu Malhado fugiu.
Meu Malhado fugiu, fugiu, fugiu,
Onde anda meu Malhado,
Ninguém sabe, ninguém viu.

-----------------------------

Toma lá Vaqueiro
Toma lá vaqueiro,
Toma jaleco de couro,
Toma jaleco de couro,
Na porteira do curral.

--------------------------

Ai patrão, mas eu tb sei carrear,
Ai patrão, mas eu tb sei carrear.
Ponha a junta no boi Preto
Outra junta no boi Pacato.
Boto a canga no boi Preto
E vou puxar canavial.

------------------------------------

Carreiro Novo
Que não sabe carrear,
Carreiro novo
Que não sabe carrear,
O meu boi matou carreiro
Na ponta desse gongá.

-------------------------------

Ô Carreiro bom,
É o carreiro da fazenda.
O boi fica na estrada,
Boiadeiro está na tenda.

-------------------------------

boaideiro é meu, é meu irmão
boiadeiro é meu, irmão do coração
boiadeiro não sou eu
boiadeiro é meu patrão
boaideiro tem boiada
e eu não tenho boiada não!

----------------------------

mas eu vinha no celeiro da fazenda
ah uma moça na janela me chamou
eu disse a ela que eu não sou palhaço
que sou boiadeiro comigo não tem embaraço(2x)
jetuê, jetuâ
corda de laçar meu boi
jetuê, jetuâ
corda de meu boi laçar

----------------------------

Cabana quer dizer casa de indio
Cabana quer dizer seu jacutá
Seu boiadeiro onde mora Janaina
Mae Janaina mora nas ondas do mar

------------------------------

Seu vaquejada
Pegou um laço de couro fino.
Capote de pele quente.
Seu vaquejada já tá saindo.
Sua boiada partiu na frente.

-------------------------------------

Quando venho la de cima
de cima do meu sertão
montado no meu cavalo
vestido com meu jibão
trago minha faca e minha corda de laçar
na ponta do meu ferrão
nenhum boi quer me topar
o leleo boi
o leleo lálá

-------------------------------

Boiadeiro é
Meu amigo leal
Boiadeiro é
Meu amigo leal
Ao passar da meia noite ,
Faz o bem e faz o mau.
Ao passar da meia noite ,
Faz o bem e faz o mau.

---------------------------------

Cadê minha cordade laçar meu boi
o meu boi fugiu
eu não sei pra onde foi

--------------------------

CAPACETE VERMELHO
COROADO DE ESPINHOS
CAPACETE VERMELHO
COROADO DE ESPINHOS
AONDE MORA UM BOIADEIRO EUILA NA JUREMEIRA

----------------------------------

Ó Deus salve esta casa santa
Onde Deus fez a sua morada
Onde mora o cálice bento
E a hóstia consagrada
Ó Deus salve esta casa santa
Onde Deus fez a sua morada
Onde mora Tatetu Omolu
E a hóstia consagrada

----------------------------

A menina do sobrado
mandou me chamar
pra seu criado
A menina do sobrado
mandou me chamar
pra seu criado
eu mandei dizer a ela
que estava tocando seu gado
eu mandei dizer a ela
que estava tocando seu gado
Auê boiadeiro
eu gosto do samba rasgado
Auê boiadeiro
eu gosto do samba rasgado

-----------------------------

Abelha que faz o mel
Também faz o samburá
Abelha que faz o mel
Também faz o samburá

------------------------------------

Arreia cavalo
Vaqueiro vem chegando juremar
Arreia cavalo
Vaqueiro vem chegando juremar

--------------------------------

Pra ir embora...

ADEUS ROLINHA,
ROLINHA FOGO APAGOU
ADEUS ROLINHA,
CAMARADA JÁ ME VOU
ROLINHA QUANDO VOA,
BATE COM PAPO NA AREIA
ELE VAI EMBORA
VAI VOLTAR PRA SUA ALDEIA
ROLINHA QUANDO VOA
BATE COM PAPO NO CHÃO
ELE VAI EMBORA,
SEU BOAIADEIRO É MEU PATRÃO
ADEUS ROLINHA,
ROLINHA FOGO APAGOU
ADEUS ROLINHA CAMARADA
JÁ ME VOU....

--------------------------

VEM LÁ DO SERTÃO DO AMAZONAS
VEM PRA SARAVAR NESTE TERREIRO
BOIADEIRO CHAPÉU DE COURO
É CABOCLO E BOM GUERREIRO!
QUANDO CHEGA NESTA BANDA
VEM PRA SARAVÁ GONGÁ!
LOUVA O SANTO DA CASA
TOMA ABÊNÇÃO A OXALÁ!

--------------------------

la la la ia
Eu venho de muito longe
Eu venho cortando a estrada
Com meu laço na garupa
Levando boi na envernada
la la la ia

--------------------------

Aldeia nova que não tem vaca nem boi
Aldeia nova que não tem vaca nem boi
Nasceu bezerro novo, não sei nem como foi

-------------------------------

Eu tava na mata serrada
Com meu gado esparramado
Eu tava na mata serrada
Com meu gado esparramado
Meu boi, minha boiada
Boiadeiro venha vaquejar seu gado
Meu boi, minha boiada
Boiadeiro venha vaquejar seu gado.

-----------------------

quem vem lá sou eu
o maior é Deus
se a cancela bate,
boiadeiro sou eu.


domingo, 27 de dezembro de 2009

Oração pra Iemanjá

Neste fim de ano,uma maravilhosa prece pra nossa mãe Iemanjá!Odociá Odofiabá minha mãe d'água!

Oh! Doce, Meiga e Querida Mãe Iemanjá.

Vós permitistes que no seio de vossa morada se formassem as primitivas formas de vida, que formam o berço de toda criação, de toda a natureza, e de toda a humanidade, aceitai nossas preces de Reconhecimento e amor.

Oh! visão Divina e Celestial, que os lampejos que emanam do vosso diáfano manto de estrelas venham, como benéficas espirituais, aliviar os nossos males, curar aos doentes, apaziguar os nossos irmãos irados, consolar os corações aflitos.

Que as flores e Oferendas que depositamos em vosso tapete sagrado, sejam por vós aceitas e quando entrarmos nas águas para vos ofertá-las sejam as ondas do mar portadoras de vossos fluidos divinos.

Fazei, Senhora Rainha das Águas, com que a espuma das ondas em sua alvura imaculada traga-nos a presença de Oxalá, limpe os nossos corações de todas as maldades e malquerências. Que os nossos corpos, tocados por vossas águas sagradas, liberte-se em cada onda que passa, de todos os males materiais e espirituais.

Que a primeira onda a nos tocar afaste de nossas mentes todos os eventuais desejos de vingança.

Que a segunda onda lave nossos corações e nosso espírito, para que não nos atinjam as infâmias e mal querência de nossos desafetos.

Que a terceira onda afaste a vaidade de nossos corações.

Que a quarta onda lave nosso corpo de todos os males e doenças físicas para que, sadios, possamos prosseguir.

Que a quinta onda afaste de nossa mente a ganância e a cobiça.

Que a sexta onda venha carregada de flores e que nosso maior desejo seja o de cultivar o amor fraternal que deve existir entre todos os homens.

E que ao passar a sétima onda, nós, puros e limpos de mente, corpo e alma, possamos ver, ainda que apenas por alguns segundos, o esplendor de vossa radiosa imagem.

É o que humildemente vos suplicam os filhos de Umbanda.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Pontos Cantados de Pombagira ♥

OS PONTOS CANTADOS SÃO UMA ESPÉCIE DE MANTRA, QUE TÊM A FUNÇÃO
DE SINTONIA E EVOCAÇÃO COM AS ENTIDADES CITADAS E SUAS FALANGES

PONTO DA POMBAGIRA CIGANA

NO CAMINHO DO TERREIRO,
EU ENCONTREI UMA MULHER,
VINHA LINDA E PERFUMADA
QUIS SABER QUEM ELA É
POMBAGIRA CIGANA
POMBAGIRA ELA É
ELA VEM CAMINHANDO
ELA CHEGA GIRANDO
NA PONTA DO PÉ

PONTOS DE
POMBAGIRA MARIA MULAMBO

AQUELA ROSA QUE PLANTEI NA ENCRUZILHADA
AQUELA ROSA QUE PLANTEI NO MEU JARDIM
MARIA MULAMBO, MARIA MULHER,
MARIA MULAMBO É GIRA DE MUITA FÉ
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
QUEM É ESSA MOÇA
QUE VEM ESTALANDO
OSSO POR OSSO
É MARIA MULAMBO
QUE MORA
NO FUNDO DO POÇO
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
MULAMBO, A RAINHA DIVINA
A DEUSA ENCANTADA
O SEU CONGÁ TEM SEGURANÇA
A SUA ESTÓRIA É MARCADA
ELA É RAINHA, ELA É MULHER> bis
PEDACINHO DE MULAMBO
PARA QUEM TEM FÉ
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
MARIA MOLAMBO EMBAIXO DE UMA FIGUEIRA
ELA DANÇAVA EM CIMA DE UMA FOGUEIRA
MARIA MOLAMBO DEU UMA FORTE GARGALHADA
E ESPEROU SEU TRANCA RUAS
NA PRIMEIRA ENCRUZILHADA.
PONTOS DE POMBAGIRA
MARIA PADILHA

EXU MARIA PADILHA
TRABALHA NA ENCRUZILHADA
TOMA CONTA, PRESTA CONTA
AO ROMPER DA MADRUGADA
POMBAGIRA, MINHA COMADRE,
ME PROTEJA NOITE E DIA
TRABALHANDO NA ENCRUZILHADA
COM SUAS FEITIÇARIAS
EXU MARIA PADILHA.
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

OLHA A POMBA GIREEÊ
OLHA A POMBA GIRAAÁ
OLHA A POMBA GIRÊ, OLHA A POMBA GIRÊ
OLHA A POMBA GIRÀ
POMBA GIRA MARIA PADILHA
RAINHA DAS ALMAS
POMBAGIRA DAS SETE ENCRUZAS
RAINHA DO OURO
SENHORA ADORADA.
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

MARIA PADILHA TRAZ
LINDA FIGA DE OURO
Ô SARAVÁ, RAINHA LINDA
DE QUIMBANDA,
SUA PROTEÇÃO
É UM TESOURO
PONTO POMBAGIRA ROSA VERMELHA

QUE ROSA TÃO BONITA,
QUE ROSA TÃO ENCARNADA
POMBAGIRA DA CALUNGA,
E TAMBÉM DA ENCRUZILHADA
EU QUERO VER, POMBAGIRA
EU QUERO VER,
EU QUERO VER A SENHORA
LÁ NA ENCRUZA.

PONTOS DE POMBAGIRAS EM GERAL

DE VERMELHO E NEGRO, VESTINDO A NOITE
UM MISTÉRIO TRAZ,
DE COLAR DE OURO, DE BRINCO DOURADO,
A PROMESSA FAZ,
SE É PRECISO IR, VOCÊ PODE IR,
PEÇA O QUE QUISER,
MAS CUIDADO AMIGO,
ELA É BONITA, ELA É MULHER
E NO CANTO DA RUA GIRANDO, GIRANDO
GIRANDO ESTÁ.
ELA É MOÇA BONITA
GIRANDO, GIRANDO, Ô GIRANDO LÁ
OI GIRANDO ESTÁ ...OIÊ..>bis

Linha das Almas


São os que vivem onde tem almas, ou seja, na calunga, e existem várias Calungas. Calunga grande (Mar), Calunga (Cemitério), Calunga das Matas (Matas). Em cada área específica existem Exus responsáveis e cada Exu com seu exército ou falange.
Exu Pimenta pertence a linha das almas e vive na calunga das matas, onde socorre as almas que vagam levando-as à luz, se merecedora ou fica com ele, ou outros exus, onde a alma é reeducada sempre visando levá-la à luz.
Existe a Pomba-Gira Rainha dos 7 Cruzeiros da Calunga Grande, que vive mar, fazendo o mesmo papel do Exu Pimenta. Assim como o Exu 7 Cruzes, 7 Covas, 7 Catacumbas, que vivem no Cemitério e fazem o mesmo papel. Todos os Exus dessa linha trabalham com velas brancas, pretas e brancas, amarelas e pretas e guias da mesma cor.

Linha das Encruzilhadas
Destina-se a linha da rua, ou seja, o povo a rua responsável por todos os caminhos, o responsável por todas as encruzilhadas seria o Rei das Sete Encruzilhadas. Existem vários exus dessa linha Capa Preta da Encruzilhada, 7 Encruzilhadas, 7 Estradas, & Caminhos, Tranca Ruas, entre outros. Trabalham muito com velas vermelhas e pretas, ou pretas e usam guias da mesma cor.
Recebem suas oferendas em encruzilhadas ou matas.
“As encruzilhadas de cimento não são boas para fazer oferendas para exus, pois lá vivem muitos kiumbas, eguns, espíritos atrasados que usam os nomes dos exus para atrapalhar as pessoas”.

Linha das Matas
Onde vivem os exus que trabalham nas cachoeiras, pedreiras, em matas, rios, etc. Onde a muitos são caboclos quimbandeiros, trabalham muito com ervas, gostam de ensinar banhos, defumações, tudo que envolva ervas. Existem vários tipos de matas, matas serradas, matas fechadas, matas em beira de estrada, de mar, onde existem os determinados exus responsáveis. Os mais conhecidos são: Arranca-Toco, 7 Cachoeiras, Pimenta, das Matas, dos Rios, entre outros.
Trabalham muito com velas verdes, verdes e pretas ou pretas, usam guias da mesma cor e muitas ervas.

Outras Linhas
Existe a linha dos mirins, onde cada exu tem um mirim representante, trabalham com velas cor de rosa e preta, azul e preta, doces, balas, guaranás, mel, etc. o exu chefe seria Tiriri.

Existe também a linha dos exus do mar, são piratas, marinheiros e exus das almas, afinal o mar é a calunga grande. Trabalham com velas pretas ou azuis, com areia. Suas guias são da mesma cor e com conchas e búzios.

Outra linha é a dos ciganos que em sua maioria são da linha das almas. Trabalham com anéis, jóias, correntes, tudo que envolva dinheiro, usam velas de várias cores. As guias variam bastante entre correntes ou amarelo ou preto.

Pomba-Giras
Pertencem a todas as linhas entre elas temos: Pomba-Gira Cigana, 7 Saia das Matas, Pomba-Gira Menina, Dama da Noite, Rosa Caveira.

Companheiras (os)
Cada exu (ou pomba-gira) tem sua companhia preferida, atuando como seu braço direito, a qual, sempre acompanha seu companheiro. E esse comportamento é uma coisa singular e pessoal variando de exu para exu. Por exemplo: o Tranca Rua das Almas tem como companheira Pomba-Gira das Almas, mas talvez o Tranca Ruas que incorpora no José é da mesma falange (família) daquele que incorpora no João, porém não é o mesmo e com isso prefere uma companheira diferente.

Médium e Exu
Todo médium possui um ou mais de um exu, que pode ser bem evoluído, em luz, força e sabedoria, mas para que esta entidade possa desenvolver bem seus trabalhos também depende dos conhecimentos do médium e do tratamento que o médium dispensa a entidade. Por isso sempre se aconselha ao médium que estude, procure manter suas obrigações em dia, cuide dos seus assentamentos, todo médium tem a responsabilidade de saber tratar com seus Exus.

“Calunga seria onde os corpos das pessoas são enterrados e as almas ficam vagando, como por exemplo o cemitério. O mar é a morada final de muitas pessoas que morrem afogadas, assim como as matas também guardam aqueles que lá se perderam e jamais voltaram...”.

Origem do Povo Gitano-Cigana Kerumã

Era o dia 26 de agosto de 1098. Em Timisoara, cidade da Romênia, um grupo de ciganos ali acampados fazia seus rituais de energização da Lua Cheia, em torno de uma fogueira.
De repente, a noite, que era de céu claro e estrelado, tornou-se escura. Um forte e estranho vento invadiu o acampamento, agitando a lona de todas as tendas, como se quisesse transmitir uma mensagem.
A velha Zíngara chamou insistentemente por Pavalov, para avisar que Karim, sua mulher, acabara de dar á luz a uma linda ciganinha, que vier ao mundo envolta em uma pele amarelo-dourado, mais parecendo uma gema de ovo.
Embora seu coração carregasse uma felicidade imensa, Pavalov também estava envolvido por uma dúvida; por isso, perguntou a velha Zíngara o que seria feito daquela estranha pele que envolvera a pequena Kerumã, sua primeira filha.
Zíngara pediu ao cigano um pedaço de sua camisa. No retalho colocou um pedacinho da estranha pele que protegia a ciganinha, dizendo a Pavalov:
“Vou fazer um talismã que você entregará à Kerumã quando ela fizer 15 anos”.
O tempo passou e na festa de 15 anos da linda ciganinha, seu pai colocou-lhe no pescoço um cordão de ouro cujo pingente era o talismã que a velha Zíngara fizera no dia do seu nascimento.
A partir daí, a cada ano q se passava, Kerumã ficava cada dia mais linda e, durante sua passagem pelo planeta Terra só conheceu a sorte. Sua disposição para o trabalho e a felicidade que irradiava para seu povo cigano eram invejáveis.
Não existiu em seu grupo, cigana mais linda e feliz que ela.

Horóscopo Chinês - 2010 O Ano do Tigre

Este é definitivamente um ano explosivo. Começa geralmente com um estrondo e acaba com um choramingo. Um ano dado para a guerra, o desacordo e desastres de todo os tipos. Nada será feito numa escala pequena, ou tímida. Tudo, bom e mau, pode e será levado aos extremos. As fortunas podem ser feitas e perdidas. Se você tiver uma possibilidade poderá agarrá-la mas nunca esqueça que tem grandes obstáculos pela frente.

As pessoas farão coisas drásticas no mesmo momento. Os temperamentos subirão ao seu redor, será uma época de testar a sua diplomacia. Como o Tigre, nós tenderemos a agir sem pensar e a terminar lamentando-nos pela pressa que tivemos.

As amizades, os riscos comuns e os negócios que requerem a confiança mútua e a cooperação feitas neste tempo são frágeis e serão quebrados facilmente. Entretanto, o ano forte e vigoroso do Tigre pode também ser usado para injetar a vida e a vitalidade em causas perdidas, em riscos, em indústrias que se afundam, e/ou falhando. Será do mesmo modo um momento para a mudança maciça, para a introdução de ideias novas e marcantes, especialmente controversas.

O calor impetuoso do ano do Tigre, apesar de seus aspectos negativos, devemos dizer que poderia ter um efeito de limpeza e purificação em todos nós. Tal como o calor intenso é necessário para extrair metais preciosos de seus minérios, assim também o ano do Tigre pode trazer para fora o melhor que existe em nós.

Apenas um breve conselho para este ano imprevisível - agarre-se ao seu sentido de humor e deixe a má cara enterrada ou escondida durante este ano.

O Tigre precisa de uma audiência inteligente, pois adora estar entre pessoas que o estimulem a ser perfeccionista e a exibir toda a sua popularidade. Detesta, porém, repartir essa audiência com outra pessoa e, caso tenha alguma concorrência na exclusividade da atenção, sabe muito bem como se impor e se sobressair.

O convencional e a rotina não agradam aos nativos desse signo, que está constantemente procurando renovar, reformar ou reformular, desde que consiga impor a marca da sua originalidade. Não se contentam com as meias-verdades. Para eles, a vida é um constante desafio na busca da verdade absoluta que, por ser uma meta inatingível, determinam o padrão de exigências que eles são capazes de impor a si mesmos.

As novidades exercem um fascínio muito grande sobre o espírito do Tigre, que está constantemente querendo mudar as coisas e as pessoas ao seu redor. Isso provoca alguns conflitos no seu relacionamento com as pessoas, principalmente com o sexo oposto. No campo amoroso, o sexo é visto como um complemento, nunca como uma prioridade em si mesmo.

Tentando impor suas idéias, o Tigre acaba complicando seus relacionamentos, por não ceder ou fazer a sua parte. Uma de suas grandes virtudes, no entanto, é a capacidade de percepção aguçada, que o faz reconhecer suas próprias falhas e assumir a postura correta, desde que devidamente convencido disso. Preocupado com o futuro, pode parecer, algumas vezes, um tanto interesseiro e desleal, mas tudo que faz tem uma razão de ser, pois há nele uma forte vocação humanitária.

Compatibilidade com os outros signos:

Rato - Compatibilidade moderada, sem muito interesses comuns. Não valorizam a companhia um do outro. Esfrie para moderar o relacionamento.

Boi - Rivalidades sérias. Conflito e enganos mútuos. Não conseguem estabelecer as diferenças pacificamente. Altamente incompatível.

Tigre - Compatível até certo ponto. Têm algumas animosidades e pequenos reservas entre si. Trabalham juntos somente por um objetivo comum.

Coelho - Apenas será tolerada a companhia de um pelo outro. Não haverá grandes desavenças mas não serão muito comunicativos ou simpáticos um com o outro.

Dragão - Boa Compatibilidade. Respeito e cooperação mútua. Algumas diferenças e luta pelo domínio mas poderão resolver as suas diferenças. Sucesso moderado.

Serpente - Incompatíveis, desconfianças mutuas. Indiferentes ou pouco simpáticos entre si. Não poderão relacionar-se um com o outro. Conflitos fortes.

Cavalo - Excelente Compatibilidade. Compreensão recíproca. Excelente combinação para relações matrimoniais ou de negócio. Não haverá problemas de compreensão ou desconfiança entre si. Equipe muito bem sucedida.

Carneiro - Compatibilidade média. Sem confrontos diretos. Nenhuma rivalidade ou confronto direto. Trabalho conjunto somente em determinadas situações. Não haverá laços profundos nem podem fazer relações duráveis ou permanentes.

Macaco - Incompatíveis. Rivalidade. Confronto de personalidade. Nenhuma área de interesse comum. Não pode haver o “olho no olho” nem esforço para estabelecer as diferenças.

Galo - Compatibilidade relativa. Relacionamento frio. Reservas e ligeiras aberturas de comunicação. Irritante ou indiferente no seu melhor relacionamento. Modere para esfriar o relacionamento.

Cão - Excelente Compatibilidade. Muito sucesso e prosperidade. Excelente união. Não existe nenhuma dificuldade em comunicar entre si. Podem conseguir muito sucesso e prosperidade juntos.

Porco - Melhor parceiro para o Tigre. Excelente união. Não existe nenhuma dificuldade em comunicar entre si. Podem conseguir muito sucesso e prosperidade juntos.


A Cor Certa Para o Ano Novo!

Usar uma roupa certa de determinada cor, atrai resultados diferentes. Para o Reveillon, procure o significado que esta em falta em você, e se for mais de um item, use mais cores.
Por exemplo; se você necessita de três cores, use uma na roupa íntima, uma em acessórios e outra na roupa.
O que importa é você repor essas energias no Ano Novo, e entrar o próximo ano com equilíbrio de energias.

E FELIZ ANO NOVO!

Veja o que causa de reação, se a pessoa usar certa cor:

O Preto está associado à idéia de morte, luto ou terror, no entanto também se liga ao mistério e à fantasia, sendo hoje em dia uma cor com valor de uma certa sofisticação e luxo. Significa também dignidade.

O Branco associa-se à idéia de paz, de calma, de pureza. Também está associado ao frio e à limpeza. Significa inocência e pureza.

O cinzento pode simbolizar o medo ou a depressão, mas é também uma cor que transmite estabilidade, sucesso e qualidade.

O Bege é uma cor que transmite calma e passividade. Está associada à melancolia e ao clássico.

O Vermelho é a cor da paixão e do sentimento. Simboliza o amor, o desejo, mas também simboliza o orgulho, a violência, a agressividade ou o poder.

O Vermelho escuro significa elegância, requinte e liderança.

O Verde significa vigor, juventude, frescor, esperança e calma.

O Verde-escuro está associado ao masculino, lembra grandeza, como um oceano. É uma cor que simboliza tudo o que é viril.

O Verde-claro significa contentamento e proteção.

O Amarelo transmite calor, luz e descontração. Simbolicamente está associado à prosperidade. É também uma cor energética, activa que transmite otimismo. Está associada ao Verão.

O Laranja é uma cor quente, tal como o amarelo e o vermelho. É uma cor ativa que, significa movimento e espontaneidade.

O Azul é a cor do céu, do espírito e do pensamento. Simboliza a lealdade, a fidelidade, a personalidade e subtileza. Simboliza também o ideal e o sonho. É a mais fria das cores frias.

O Azul-escuro, é considerada uma cor romântica, talvez porque lembre a cor do mar, no entanto é uma cor que se associa a uma certa falta de coragem ou monotonia.

O Azul claro significa tranquilidade, compreensão e frescura.

O Castanho é a cor da Terra. Esta cor significa maturidade, consciência e responsabilidade. Está ainda associada ao conforto, estabilidade, resistência e simplicidade.

O Roxo transmite a sensação de tristeza. Significa prosperidade, nobreza e respeito.

O Lilás, significa espiritualidade e intuição.

O Rosa significa beleza, saúde, sensualidade e também romantismo.

O Rosa claro está associado ao feminino. Remete para algo amoroso, carinhoso, terno, suave e ao mesmo tempo para uma certa fragilidade e delicadeza. Está ainda associado à compaixão.

O Salmão está associado à felicidade e à harmonia.

O prateado ou cor prata é uma cor associada ao moderno, às novas tecnologias, à novidade, à inovação.

O Dourado ou cor ouro está simbolicamente associado ao ouro e à riqueza, a algo majestoso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Zambra Gitana :

Zambra Gitana :
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Zambra gitana - A Zambra, ou Flamenco árabe é, portanto, a fusão de movimentos de danças de povos nômades ancestrais.

Dança Flamenca!

Dança Flamenca!
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Danza Flamenca

Velas Ciganas Coloridas!

Velas Ciganas Coloridas!
A Cultura cigana e seu contraste de cores,de suprema riqueza!

Sereia da Praia;

Sereia da Praia;
Sereias o Povo Mítico dos Oceanos,damas dos Lagos,Senhoras do Mar

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.
Índia Xamã - Feiticeira de sua Tribo - Sacerdotisa das forças da natureza - Luz em Meio a Floresta !

Iemanjá

Iemanjá

♥♥♥Indiana♥♥♥

♥♥♥Indiana♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥

Iansã - Divindade Africana

Iansã - Divindade Africana

Cigana Esmeralda ;

Cigana Esmeralda ;
Bailando com o Pandeiro;

Amor do Egito !

Amor do Egito !

Velas de Umbanda;

Velas de Umbanda;

Fênix

Fênix
Senhora das Profecias !

Velas Coloridas entre as Frutas;

Velas Coloridas entre as Frutas;
♥ ♠ ♣ ♦

Quiromancia !

Quiromancia !
A Arte de ler as Mãos!

Sereia.

Sereia.