Seguidores

Pesquisar neste blog

Meus blogs :

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Pomba gira Figueira

Pomba gira Figueira do Cruzeiro das Almas

As pombas Giras que atuam como Pombas Giras da Figueira são espíritos femininos que viveram encarnações como sacerdotisas ou seguidoras dos antigos cultos pagãos, onde se cultuava A DEUSA OU GRANDE MÃE.

Naturalmente que muitos desses espíritos, ainda nessas encarnações converteram-se a nova fé professada e institucionalizada como única e verdadeira, onde a figura divina feminina fora substituída pela figura divina masculina. Entretanto a maioria dessas "CONVERSÕES" foi obtida pela força do sangue derramado nas mais terríveis torturas, e as mulheres convictas em suas crenças e fortes o suficiente para bancarem o custo de serem quem era, não aderiram à nova fé, e o resultado, todos nós sabemos qual: A FOGUEIRA. Muitas dessas fogueiras eram feitas com pedaços de madeira da ÁRVORE MÃE DOS FIGOS, A FIGUEIRA. DEVIDO À PARÁBOLA BÍBLICA EM QUE JESUS CONDENA A FIGUEIRA QUE NÃO DEU FRUTOS. NUMA INTERPRETAÇÃO SIMPLISTA, O POVO ASSOCIOU A FIGUEIRA A ALGO AMALDIÇOADO POR SI SÓ, E NÃO METAFORICAMENTE, COMO ERA A INTENÇÃO DE JESUS, LOGO ERA A ÁRVORE PERFEITA, PARA ENFORCAMENTOS OU A LENHA PERFEITA PARA AS FOGUEIRAS, ÀS QUAIS ERAM DESTINO DOS HEREGES.

O feminino telúrico, hormonal, sensível e intuitivo era análogo ao incompreensível, à Lua, à Lilith, à serpente, ao próprio instrumento de tentação lasciva usado por Satanás. E deveria ser exorcizado e domesticado. Assim as mulheres perderam seu espaço e seu respeito. tinham que exercer suas crenças de modo velado, escondido até de seus maridos e filhos. Não podiam mais usar publicamente seus conhecimentos ancestrais sobre "magia natural". Se curavam a cólica de uma criança com o uso de erva doce, era obra do diabo; se curavam uma insonia com uso de valeriana, era obra do diabo; se obtivessem qualquer benefício para quem quer que seja com o uso de suas orações, mantras ou infusões, eram consideradas feiticeiras do demonio.

Se exerciam sua sexualidade de modo pleno, eram também consideradas pecadoras. Enfim, nada lhes era permitido, exceto a função passiva e cordata de filha, esposa e mãe.

Os espíritos que trabalham como Pombas Giras e atuam na VIBRAÇÃO DA FIGUEIRA, teem em comum as experiências como sacerdotisas, feiticeiras, curandeiras. Sendo que a vivência dos conflitos religiosos também sempre esteve presente. E usam esses conhecimentos em benefício dos que as procuram.

Não quero dizer que todos esses espíritos tenham alto grau de conhecimento e que todos sejam eruditos, isso se dá com as Guardiãs de hierarquia.

Existem Maria Mulambo da Figueira, da falange Maria Mulambo

Maria Padilha da Figueira, da falange Maria Padilha entre outras.

Com evolução da Umbanda, também no astral, logo POMBA GIRA DA FIGUEIRA irá consolidar-se como uma nova falange, deixando de ser apenas uma função.

As Pombas Giras da Figueira teem uma ampla atuação magística e são muito procuradas por outras Guardiãs para aconselhamentos e auxílio nas resoluções complexas que envolvam a quebra de magias negras.

Não costumam trabalhar diretamente na captura e vigilância de espíritos trevosos, como as Pombas Giras de Dona Rosa Caveira; ou na vigilância de espíritos em recuperação, como as Pombas Giras do Lodo.

Mas são presença constante em Terreiros, ainda que façam pouco uso da incorporação.

Esses espíritos de sacerdotisas que optaram pelo trabalho dentro da Lei de Umbanda, antes da mesma, exerciam suas funções em outros cultos contemporaneos, oriundos do culto à Grande Mãe,onde muitos outros espíritos ainda permanecem.

Nossas mestras nas artes magísticas, teem ocupado papel crescente entre os novos médiuns magistas, através de ritos, práticas, ensinamentos teóricos, revelações literárias e somam grande força na Lei de Umbanda, pelo triunfo da Luz sobre as trevas.

São Guardiãs muito queridas e compreensivas, recebem oferendas embaixo de árvores, se possível, figueiras, preferencialmente as sextas feiras e aos sábados.

Essas oferendas incluem os figos, especialmente se for para Dona Mulambo da Figueira; vinhos, maçãs, peras, pêssegos, tamarindos, romãs,incensos, velas de diversas cores, dependendo do pedido; rosas vermelhas, orquídeas, lírios, jasmim; ervas e especiarias, mel; perfumes. Suas oferendas não costumam incluir o típico Padê de Pomba Gira com farinha ou dendê.

Teem uma ligação natural com a natureza e não recebem oferendas em encruzilhadas. Podem usar as cores verde, dourada, vermelha, negra, branca e roxa.

Costumam trabalhar com pós de magias, óleos, filtros e poções, ervas, sal, terra, água entre outros elementos.

Seus pedidos atendem amor, saúde, prosperidade.



domingo, 8 de novembro de 2009

Cigana Rosa Maria




A Rosa maria, é sensível, se apresenta ligada às artes e à beleza, e uma de suas especialidades é trabalhar com aromas. Já tem o nome de flor (Rosa) porque adora perfumes e aprecia a beleza e a harmonia. A responsabilidade de Rosamaria é levar até Luciana as informações referentes ao plano espiritual para que ela possa sempre manter seu elo com o cosmos sem se deixar levar pela vaidade ou ganância, uma vez que dotada de qualidades para pensar só em si mesma, ela possa em alguns momentos, se trancar em si mesma e esquecer de praticar a caridade ao próximo. Podemos então deduzir que, os mentores são espíritos responsáveis pelo equilíbrio energético de cada um, por isso uma pessoa pode ter só um, outro terá vários, porque de acordo com cada ponto a ser tratado, muitas vezes será necessário espíritos com perfis diferentes e especializados em cada situação para ajudar a pessoa a conseguir trilhar sua evolução.


एटक... Cartomantes,videntes e tarólogos

Geralmente, as pessoas que lidam com oráculos são clarividentes. Tem o dom da intuição. Essas pessoas parecem descortinar os véus que escondem o futuro, o presente e o passado. São como um guia de turismo. Andam na frente dos turistas para lhes apontar o caminho. Os turistas esperam enquanto ele sobe o morro e grita: "Aqui há uma clareira! Podem subir!"

A clareira está lá e sempre existiu. Só que o guia de turismo apenas viu antes e orientou os turistas.

Clarividentes não são adivinhos. Ninguém adivinha o futuro. Podemos ter uma idéia do futuro da pessoa através das cartas, mas o consulente pode mudar tudo através do seu livre arbítrio.

Há também outro detalhe. Nem tudo podemos prever. Certas coisas ficam veladas. Cada um de nós, tem um protetor. Esse protetor sempre está por perto quando a pessoa precisa. E, nem sempre, esse anjo da guarda permite que certas coisas sejam ditas. É importante que você se prepare antes de fazer uma consulta. Faça uma oração tenha fé e pensamentos positivos.
O dom da clarividência pode ajudar muitas pessoas. É uma maneira sutil e maravilhosa de abrir caminhos, consolar e amenizar o sofrimento.
Lembre-se! A vida é sua e só você tem o poder de escolha, de decisão. Acredite em sua cartomante, mas tenha bom senso e equilíbrio.

Grande Fraternidade Branca e seus Mestres

Há muitas e muitas eras, esteve esta Terra prestes a ser condenada à completa dissolução devido às trevas geradas pela humanidade. No intuito de salvá-la, SANAT KUMARA, um Ser de muita luz, num gesto de auto-sacrifício, abandonou o seu lar e a companhia de sua amada alma gêmea Vênus e aqui se estabeleceu dando início à irradiação do Espírito da GRANDE FRATERNIDADE BRANCA. Os Iniciados o chamavam Senhor do Mundo ou Ancião dos Dias.

Após fixar sua residência em Shamballa, o Bem-Amado Sanat Kumara concebeu a idéia de uma Fraternidade, composta de seres que sairiam da própria evolução terrestre para instalar cada vez mais fundo a Trindade Sagrada que fluía da sua própria aura e daria condição de tranqüilamente retornar ao seu planeta de origem, sabendo que o trabalho da Luz continuaria a desenvolver-se na Terra. A instituição de uma Fraternidade era necessária, para estabelecer uma comunidade consciente entre as esferas dos Mestres Ascensionados e a consciência externa da humanidade. A ordem foi estabelecida pela aspiração de alcançar a mente de alguns que ainda possuíssem um pouco da recordação de sua verdadeira consciência para executarem o Plano Divino e conviver em íntima relação: Os Mestres, os Anjos e os Elementais. Muitos séculos se passaram até que Ele conseguiu encontrar duas emanações de vida que concordaram em participar da Fraternidade. Uma delas foi o próprio LORD GAUTAMA, O BUDA, hoje Senhor do Mundo; o outro Ser é hoje o CRISTO CÓSMICO ou INSTRUTOR DO MUNDO, Lord Maitreya, atualmente com o nome de LORD DIVINO.
Esta Fraternidade cresceu no decorrer dos tempos; todos os cargos foram preenchidos por seres da Terra já evoluídos ou por alguns outros que, espontaneamente, resolveram ficar no planeta, a fim de cooperarem para o seu desenvolvimento. É uma ordem espiritual representada por mestres orientais (santos ocidentais) que colaboram das oitavas de luz - dimensões superiores - com discípulos (estudantes) e adeptos (iniciados) que utilizam a Terra como sala de estudos. A denominação "branca" refere-se não a raça, mas à aura (halo) de Luz branca que os envolve. Branca, representa, limpidez, clareza, sinceridade, serviço desinteressado. Fraternidade quer dizer parentesco entre irmãos; união fraternal; convivência como de irmãos de sangue; amor ao próximo; harmonia e camaradagem, conforme etimologia do dicionário, para a Fraternidade Branca poderemos acrescentar as palavras colaboração, caridade, amor, compreensão, amizade e sinceridade.
A história de todas as grandes religiões demonstra a presença de seres superiores, tão cheios de vida Divina que repetidamente têm sido considerados autênticos representantes do próprio Deus. Os hinduístas têm grandes avatares ou encarnações divinas como Krishna, Buda. Todo cristão conhece a seriedade de profetas de sua religião que representam a figura de Cristo, seu Instrutor Supremo, que foi homem e é Deus. Esses Excelsos Seres não só se interessam pelo despertar da natureza espiritual dos homens, como por tudo que contribua para o bem-estar desse homem na Terra.


MESTRE SIDARTA GAUTAMA Foi na última encarnação filho de um príncipe indiano e teve uma instrução especial. Todas as coisas tidas como mundanas não poderiam ser-lhes reveladas, incluindo a pobreza, destruição, degeneração e morte. Tornando-se adulto, tomou consciência dos fatos que lhe haviam sido escondidos. A infelicidade do mundo e sua decadência tornaram-se prioridades para serem compreendidas por Ele. Para obter esclarecimentos, deixou esposa e filhos, bem como a segurança do palácio e saiu em busca de soluções, não somente de esclarecimentos de coisas que tanto o afligiam: os problemas humanos, e também o entendimento dele mesmo. Passou sete anos percorrendo caminhos difíceis, possíveis e impossíveis. Depois de muito procurar externamente, cansado, voltou-se para os caminhos interiores, passando por uma profunda transformação interna, psicológica e espiritual, que alterou toda a sua perspectiva de vida, atingido assim sua iluminação. Passou então a ensinar o Dharma, isto é, o caminho que conduz à maturação cognitiva que conduz à libertação de boa parte do sofrimento terrestre. Foi um dos primeiros seres humanos que atingiu os requisitos necessários para finalmente ser iniciada a trilha ascendente dos homens, através da Fraternidade, na Terra. Seu Amor pela humanidade era tão grande que resolveu renunciar a glória de permanecer nas esferas superiores descendo a Terra para trazer ensinamentos e a maneira de compreendê-los pela prática na vida diária. A partir de sua Ascensão ao cargo de BUDA, Lord Gautama desce das "oitavas" de Luz, uma vez por ano ao Festival de Wesak, entrando em contato com a humanidade para abençoa-la.

MESTRE JESUS Um pouco de Astrologia e Antropologia para falar do mestre Jesus: Sacerdotes de antigas civilizações descobriram um aspecto celestial muito curioso. Eles observaram que a Estrela do Norte trocava de posição constantemente e, após 25.750 anos aproximadamente, ela voltava para sua posição "original", num processo cíclico. A causa fundamental desta troca de posição é o giro que a Terra faz sobre seu próprio eixo (que tem uma inclinação de 23º 27'), num movimento conhecido como precessão dos equinócios. Esse movimento é lento e leva, mais ou menos, 25.750 anos para completar um ciclo. Um determinado signo é atravessado a cada 2.146 anos (25.750 anos dividido por 12 signos) e durante esse período (ou era astrológica), o signo em questão influencia toda a humanidade. A transição de uma era para outra pode durar de 30 a 250 anos. Cada era astrológica teve seu diretor. O diretor da era de Touro foi Krishna e o da de Áries foi Moisés. Jesus chegou a ascenção após enfrentar as sete tentações e com isso assumiu o cargo de Diretor da Era de Peixes, ciclo evolutivo que findou em 1954. Nesse período, foi também Chohan (dispensador) do Sexto Raio, a energia de Deus que eleva a vida e os seres por meio da devoção, da compaixão e da entrega. O Mestre Jesus enquanto encarnado ofereceu-nos um espelho para a visão mais gloriosa de nós mesmos: a de Filhos de Deus, capazes de amar incondicionalmente e de transcender todos os limites e ilusões da matéria, sobretudo a morte. Recomendamos o seguinte site sobre Jesus: http://geocities.yahoo.com.br/carlos.guimaraes/Jesus.html

MESTRE EL MORYA Sua última encarnação na Terra como El Morya Khan, filho e herdeiro do trono do monarca Ali Vardi Khan, em Bangladesh. Como sucessor do seu pai, não seguiu essa estrutura que estava a si destinada. Dedicou-se a ser um líder religioso pelo restante da sua vida, passando pelos portais da iniciação em 1888 e ascendeu dez anos depois, em 1898. Teve esse Mestre, outras encarnações importantes na Terra, sempre conduzindo as pessoas e liderando o desenvolvimento da Vontade Divina. Mestre El Morya foi também o Rei Artur, Thomas Becket e Thomas More. Mestre Morya e Mestre Kut Humi foram amplamente responsáveis pela realização da fundação da Sociedade Teosófica no final do último século, uma das mais famosas escolas esotéricas. As instruções e os ensinamentos para realização da sociedade teosófica, vieram, em parte, na forma de cartas pessoais dirigidas tão somente a um punhado de alunos teosóficos do "Mahatma do Himavat". MESTRE

SERAPIS BEY Serápis Bey trabalhou junto a El Morya, Kut Humi, Djwal Kul, Blavatsky, Leadbeater, Annie Besant, Alice Bailey e outros seres para fundar a Sociedade Teosófica no séc. IXX., ditou o livro "Dossiê sobre a Ascensão": A História da Alma rumo à Consciência Superior, ensinou e ensina a viver a vida na plenitude do aqui e agora e examina e prepara candidatos para a ascensão. Hoje ocupa um corpo grego, alto e louro embora tenha Seu trabalho desenvolvido no Egito. Tem maneiras distintas e feições com ar contemplativo. Foi o faraó egípcio Amenotep III, 1417-1379 a.C., irmão de Amenemhat (um grande mestre que ascendeu a mais ou menos 7.500 anos). Ele viveu na 18ª dinastia e construirau um templo físico situado em Luxor, às margens do Rio Nilo, dedicado ao homem. Este Mestre lembra que aquilo que criticamos nos outros, poderá ser a base de nossa própria miséria. Cerca de 979 anos após ser Amenotep III Serápis ascendeu.

MESTRE SAINT GERMAIN Jesus foi o responsável pela era de peixes e Saint Germain é o responsável pela era de aquário. Saint Germain é o ser encarregado de conduzir a todos os seres encarnados hoje no Planeta Terra a uma Nova Era, de Paz, Harmonia e União. Saint Germain, quando encarnado na terra, em umas de suas vidas, foi o fundador de algumas das sociedades secretas. Foi Merlin e trabalhou junto com Rei Arthur (El Morya) no séc. XIV, foi Cristian Rosencreuz, teve sua última encarnação como o Conde de Saint Germain, vivendo nas cortes da Europa. Utilizava seus poderes adquiridos anteriormente, como línguas vivas e mortas, alquimia, música e bilocação (estando em dois lugares ao mesmo tempo). Utilizando o corpo causal, não necessitava de comida ou bebida, mesmo participando de diversos eventos sociais nas cortes européias, fato que chamava muita atenção. O 1 de Maio de 1684 foi o Dia da Ascensão de Saint Germain.

MESTRE HILARION Representante das ciências concretas, da magia, pesquisas psíquicas, movimentos espiritualistas, ciência cristã e atividades literárias. Repassou livros a Mabel Colins (Luz no Caminho) e H. P. Blavatsky (A Vóz do Silêncio). Teve sua última encarnação como Paulo de Tarso, que tanto perseguiu os cristãos. Converteu-se ao cristianismo, aprendendo dolorosamente que a justiça jamais pode ser efetuada apenas com base em argumentos que podem ser falsos. Normalmente repassa suas lições apresentando-se fisicamente, fato que os discípulos deverão acostumar-se. MESTRE DJWHAL KHUL Trabalha sobre a orientação do Mestre Kut Humi, ajudando-o intensamente no treinamento de discípulos avançados. É conhecido como o Mensageiro dos Mestres. Alcançou seu mestrado na presente encarnação. Dedica-se a movimentos filantrópicos, à Cruz Vermelha, ao trabalho de cura e ao Reino dos Devas.

MESTRE PAULO VENEZIANO Sua devoção é pela beleza, pela perfeição da alma através da compaixão, autodisciplina, o desenvolvimento das faculdades intuitivas, criativas do coração, paciência e compreensão. Tanto que foi em sua ultima reencarnação Paolo de Veronese, ligado ao período renascentista italiano. Praticou o dom do discernimento estimulando a arte e ficando conhecido por suas pinturas bíblicas. Paulo o Veneziano ascendeu em 19 de abril de 1588.

MESTRE KUT HUMI Também conhecido como Koot Hoomi, ou K. H. ou Ramatis. Kut Humi foi em uma de suas reencarnações fundador da fraternidade Essênia, foi também São Francisco de Assis, Baltazar (um dos três Reios magos), Xá Jahan, Pitágoras e na última encarnação a pessoa do Sábio Kut Humi Cal Sing, onde morava ao pé das Montanhas Himalaias, numa localidade chamada Shigatze, vivendo 320 anos. Nesta vida viveu seus anos em convento de lamas, em Shigatse, no Tibet. Kut Himi é líder de um grupo chamado Irmãos do Manto Dourado. Sua Ascensão ocorreu em 1888, continuando ainda por 4 anos a ensinar os seus discípulos na Índia.

MESTRA NADA Completou sua ascensão no ano 700 a.C. através da Chama Rosa do Amor Divino. Ainda na Terra, pertencia a uma família da Mesopotâmia e possuía irmãs ligadas a área artística. Ainda pequena, sentia-se deficiente ante as irmãs. Tendo como instrutora a Bem-Amada Caridade, passava horas em silêncio irradiando para as irmãs o Amor Impessoal. O talento da dança, canto, declamação ia crescendo nas suas irmãs. As mesmas nunca ficaram sabendo que ela tão pequena ainda as ajudava no crescimento dessas qualidades. Aprendeu nessa época o que significava seu nome, NADA. Do nada, aprendeu a dominar o ciúme surgido da incerteza e do medo. Enquanto suas irmãs progrediam em beleza e graça, aumentava nela a capacidade desinteressada de servir. Dedicou-se a ajudar as Ordens Espirituais que ensinavam a irradiação do seu amor.

MESTRE AFRA É o patrono da África e da raça negra. Afra foi o primeiro membro da raça negra a fazer a sua ascensão. Há muito tempo atrás ele sacrificou o seu nome e a sua fama para patrocinar um vasto continente e um povo poderoso. Quando Afra ascendeu, pediu para ser chamado simplesmente de "um irmão", ou frater, em Latim. Então, "um frater" tornou-se o nome de Afra. A raça negra originalmente fazia parte do que era conhecido como a raça azul e a raça violeta. A sua pele, na realidade, tinha um tom azul ou violeta. Essas almas viviam numa civilização espiritualmente avançada, que existiu no continente africano. Cada nação é chamada por Deus para manifestar uma virtude específica ou para cumprir um certo destino. Os membros do que chamamos a raça negra eram enviados à Terra para desenvolver a mestria sobre as qualidades do poder, vontade e fé divinas (no raio azul) e as qualidades da liberdade, justiça e misericórdia divinas (no raio violeta). Afra viveu há 500.000 anos atrás, quando o povo desta antiga civilização havia atingido uma encruzilhada. Seres extra-terrestres e anjos caídos, que haviam invadido o planeta Terra, dividiam o povo. Isto pode parecer ficção científica. Mas a verdade é, com freqüência, mais estranha que a ficção. Estes anjos do mal decidiram-se a destruir as raças azul e violeta. Distorceram os rituais outrora sagrados e as formas de arte deste povo. Isto abriu as portas para a feitiçaria, o vodu e a magia negra. Voltaram o povo para o ódio, a superstição e a luta pelo poder. À medida que o povo desviou a sua atenção da sua Presença Divina, tornou-se cada vez mais vulnerável às técnicas dos anjos caídos de dividir para conquistar. A nação dividiu-se entre as facções guerreiras de suas tribos. O povo estava perdendo a batalha espiritual interna entre as forças da luz e das trevas dentro de si próprio. A sua divisão, interna e externa, fez com que eles se tornassem escravos dos extraterrestres. Ao ver a situação em que seu povo se encontrava, Afra encarnou entre eles, para salvá-los. Afra sabia que uma grande parte do seu povo havia perdido a chama trina, assim como muitos negros e brancos a estão perdendo hoje, através da raiva. Ele sabia também que, para conseguir recuperar esta chama trina, eles teriam que seguir a senda da fraternidade. Teriam que cuidar uns dos outros. A única forma dele ensiná-los a serem irmãos, era ser um irmão ele mesmo. E por isto ele foi crucificado pelo seu povo. Ele foi o Cristo no meio deles, mas eles não o reconheceram. Estavam cegos pela ânsia de poder.

Cabocla Jussara

CABOCLA JUSSARA: Falangeira da Cabocla Jurema. Trabalha a intuição e cautela.
. A cabocla Jussara é filha da Jurema e neta de Tupinambá, guerreira muito valente, em uma de suas lendas ela usou o arco de Ubirajara para defender uma mina d'água no alto da Serra obtendo sucesso..


Cabocla ela é

Ela vem com sua flecha

Salvar filhos de fé

Vem lá de Aruanda

Na Umbanda trabalhar

É a Cabocla Jussara

Que acaba de chegar


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Zambra Gitana :

Zambra Gitana :
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Zambra gitana - A Zambra, ou Flamenco árabe é, portanto, a fusão de movimentos de danças de povos nômades ancestrais.

Dança Flamenca!

Dança Flamenca!
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Danza Flamenca

Velas Ciganas Coloridas!

Velas Ciganas Coloridas!
A Cultura cigana e seu contraste de cores,de suprema riqueza!

Sereia da Praia;

Sereia da Praia;
Sereias o Povo Mítico dos Oceanos,damas dos Lagos,Senhoras do Mar

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.
Índia Xamã - Feiticeira de sua Tribo - Sacerdotisa das forças da natureza - Luz em Meio a Floresta !

Iemanjá

Iemanjá

♥♥♥Indiana♥♥♥

♥♥♥Indiana♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥

Iansã - Divindade Africana

Iansã - Divindade Africana

Cigana Esmeralda ;

Cigana Esmeralda ;
Bailando com o Pandeiro;

Amor do Egito !

Amor do Egito !

Velas de Umbanda;

Velas de Umbanda;

Fênix

Fênix
Senhora das Profecias !

Velas Coloridas entre as Frutas;

Velas Coloridas entre as Frutas;
♥ ♠ ♣ ♦

Quiromancia !

Quiromancia !
A Arte de ler as Mãos!

Sereia.

Sereia.