Seguidores

Pesquisar neste blog

Meus blogs :

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Caboclo Pena Branca


Espírito de grande força e luz
orientador de todos os momentos difíceis
grande trabalhadorda Seara de Jesus
em sua macaia nos fortifica sempre.

~~♥♥♥~~

* História do Caboclo Pena Branca *

Nasceu em aproximadamente 1425, na região central do Brasil, hoje, entre Brasília e Goiás, onde seu pai era o Cacique da tribo.
Era o filho mais velho de seus pais e desde cedo se mostrou com um diferencial entre os outros índios da mesma tribo, era de uma extraordinária inteligência.
Na época não havia o costume de fazer intercâmbios e trocas de alimentos entre tribos, apenas algumas faziam isto, pois havia uma cultura de subsistência, mas o Cacique Pena Branca foi um dos primeiros a incentivar a melhoria de condições das tribos, e por isso assumiu a tarefa de fazer intercâmbios com outras tribos, entre elas a Jê ou Tapuia, e Nuaruaque ou Caríba.
Quando fazia uma de suas peregrinações ele conheceu na região do nordeste brasileiro (hoje Bahia), uma índia que viria a ser a sua mulher, chamava-se "Flor da Manhã" a qual foi sempre o seu apoio.
Como cacique, foi respeitado pela sua tribo de tupis, assim como por todas as outras tribos e continuou, apesar disso, seu trabalho de itinerante por todo o Brasil na tentativa de fortalecer e unir a cultura indígena.
Certo dia Pena Branca estava em cima de um monte na região da atual Bahia, e foi o primeiro a avistar a chegada dos portugueses nas suas naus, com grandes cruzes vermelhas no leme.
Esteve presente na 1ª missa realizada no Brasil pelos jesuítas, na figura de Frei Henrique de Coimbra.
Desde então procurou ser o porta-voz entre índios e os portugueses, sendo precavido pela desconfiança das intenções daqueles homens brancos que ofereciam objetos, como espelhos e pentes, para agradá-los.
Aprendeu rapidamente o português e a cultura cristã com os jesuítas.
Teve grande contato com os corsários franceses que conseguiram penetrar (sem o conhecimento dos portugueses) na costa brasileira - muito antes das grandes invasões de 1555 - aprendeu também a falar o francês.
Os escambos, comércio de pau-brasil entre índios e portugueses, eram vistos com reservas por Pena Branca, pois ali começaram as épocas de escravidão indígena e a intenção de Pena Branca sempre foi a de progredir culturalmente com a chegada desses novos povos, aos quais ele chamava de amigos.
Morre com 104 anos de idade, em 1529, o Cacique Pena Branca, deixando grande saudade em todos os índios do Brasil, sendo reconhecido na espiritualidade como servidor na assistência aos índios brasileiros, junto com outros espíritos, como o Cacique Cobra Coral.
Apesar de não ter conhecido o Padre José de Anchieta em vida, já que este chegou ao Brasil em meados de 1554, Pena Branca foi um dos espíritos que ajudou este abnegado jesuíta no seu desligamento desencarnatório.
Responsável pela proteção da casa de investidas de espíritos das trevas, pela reposição fluídica do NEC, comandando equipes socorristas e agindo nas atividades de passes.
Desde a fundação do NEC, o caboclo Pena Branca foi designado por Dr. Romano para assumir essas tarefas, pelo domínio e conhecimento profundos que ele tem sobre manipulação fluídica e sobre os recursos da natureza, sendo grande colaborador de trabalhos de cura.

~~♥♥♥~~

Muitas pessoas acreditam ser o Caboclo Pena Branca
um índio que viveu nas florestas, aldeias, etc,
mas na verdade estes mesmos índios já cultuavam esta energia,
com isto dando referência em seus nomes.
Esta energia vital "Pena Branca", o próprio nome já diz, é
proveniente da própria energia vital que está presente no
povo de pena, nas aves de pena branca, uma águia, um pombo,
uma gaivota e ai vai, dando origem ao nome da falange " PENA
BRANCA". Cada Caboclo traz a sua patente PENA BRANCA, mas
cada um tem seu diferencial que identifica o caboclo, não só
sua falange. O mesmo acontece com todos os cablocos, sendo de
pena ou não, como por exemplo, caboclo cipó, caboclo samanbaia,
caboclo mata virgem, caboclo cobra coral, cabocla iara, etc.
Nos próprios nomes indíginas vemos referências aos seres da natureza.


~~♥♥♥~~




"Um grito na mata ecoou
foi seu pena branca que chegou(bis)
com flexa e seu cocar
seu pena branca vem nos ajudar."

~~♥♥♥~~

"Estava lá na mata estava trabalhando (bis)
Seu Pena Branca passou me chamando (bis)
É corredor, onde é que mora
ele mora nas matas
de Nossa Senhora
Quando ele vem, ele vem trabalhar
É seu Pena Branca, Cacique Guará. "

~~♥♥♥~~

"Entrei nas matas pra caçar
A onça veio ao encontro meu
Chamei pelo Caboclo
Seu Pena Branca apareceu

Com seu arco e sua flecha
Seu Pena Branca defendeu
Esse filho de Umbanda
Que tambem é filho seu

Hoje eu não ando mais sozinho
Pois tenho o Pai a me acompanhar
Caboclo Pena Branca
Sempre ao meu lado vai estar."

~~♥♥♥~~

"Lá no céu eu vi estrela correr
e na montanha eu vi pedra rolar
vi os caboclos brincando lá na areia
quando a sereia começou a cantarolar
e no seu canto ela sempre dizia
que só queria ter asas pra voar
pra ir ao céu buscar a estrela que brilha
pra Pena Branca enfeitar o seu gongá."

~~♥♥♥~~

"Lembrai do Seu Pena Branca, lembrai
Lembrai que ele é nosso pai
Lembrai do Seu Pena Branca,lembrai
Lembrai que ele é nosso pai.

Seu Pena Branca, ele vem lá de aruanda,
Ele vem trazendo pemba pra salvar filho de Umbanda."

~~♥♥♥~~

"Seu Pena BrancaGanhou bodoque de ouro
Quem lhe deu foi Oxalá
lá do alto da serra
Os seus filhos ele vem abençoar. "

~~♥♥♥~~

"foi Oxalá foi quem mandou buscar
lá nas terras da Jurema...
lá no juremar

ele é cabloco
ele é chefe de gongá
ele é seu Pena Branca
que vem lá de aruanda
para nos ajudar.

~~♥♥♥~~

"Luz divina da mata virgem veio para me guiar
luz divina, essa luz quem mandou foi Oxalá
naquela aldeia essa luz se iluminou
com o nascimento de um bravo caçador
com seu saiote seu bodoque e seu cocar
saravá seu Pena Branca mensageiro de Oxalá. "

~~♥♥♥~~

"Lá nas matas da Jurema
Embaixo de um pé de ingá
Aonde a lua clareia
meus caboclos
Eu vi seu Pena Branca passar ."

~~♥♥♥~~

"Ele vem de longe
Vem das matas da JUREMA
Ele vem de longe
Vem das matas da JUREMA

Seu Pena Branca
É um Caboclo sismado
Com sua flecha na mão
E seu bodoque do lado ."

~~♥♥♥~~

"Caboclo Pena Branca ..
Saravá seu Pena Branca Saravá seu apache
Pega flecha e seu bodoque
Pra defender filhos de fé
Ele vem de Aruanda Trabalhar neste casuá
Saravá Seu Pena Branca
No terreiro de Oxalá
Sua flecha vai certeira
Vai pegar no feiticeiro
Que fez juras e mandingas
Para o filho do terreiro
Pega o arco , atira a flecha
Que esse bicho é caçador
Além de ser castigado
Ele é merecedor. "

~~♥♥♥~~

ORAÇÃO AO CABOCLO PENA BRANCA
"QUERIDO E AMADO PENA BRANCA,ESPÍRITO DE LUZ E AMOR.TIRAI DOS MEUS CAMINHOS AQUELES QUE SO PENSAM FAZER O MAL;TORNAI-ME MAIS FORTE A RESISTIR AS TENTAÇÕES DO MUNDO.FAZEI-ME MAIS DÓCIL E MAIS CONCIENTE DA GRAVIDADE DA DOUTRINA QUE ME FOI CONFIADA;NAO DEIXEI QUE ME LIGUE AS COISAS MATERIAIS, POIS ELAS NAO ME LEVARÃO A NADA.QUERIDO PENA BRANCA,OLHAI TAMBÉM PELA MINHA FAMILIA E POR TODOS AQUELES QUE SOFREM EM BUSCA DE AMOR,COMPREENSÃO E DE CARINHO, PARA QUE ELES ENCONTREM EM VOSSA PAZ QUE TANTO PROCURAM."


~~♥♥♥~~

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Zambra Gitana :

Zambra Gitana :
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Zambra gitana - A Zambra, ou Flamenco árabe é, portanto, a fusão de movimentos de danças de povos nômades ancestrais.

Dança Flamenca!

Dança Flamenca!
Apperley, Pintor : George Owen Wynne (1884-1960) - Danza Flamenca

Velas Ciganas Coloridas!

Velas Ciganas Coloridas!
A Cultura cigana e seu contraste de cores,de suprema riqueza!

Sereia da Praia;

Sereia da Praia;
Sereias o Povo Mítico dos Oceanos,damas dos Lagos,Senhoras do Mar

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.

Mulher Índia - Quadro Pintado pelo Artista Italiano Milo Manara.
Índia Xamã - Feiticeira de sua Tribo - Sacerdotisa das forças da natureza - Luz em Meio a Floresta !

Iemanjá

Iemanjá

♥♥♥Indiana♥♥♥

♥♥♥Indiana♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥

Iansã - Divindade Africana

Iansã - Divindade Africana

Cigana Esmeralda ;

Cigana Esmeralda ;
Bailando com o Pandeiro;

Amor do Egito !

Amor do Egito !

Velas de Umbanda;

Velas de Umbanda;

Fênix

Fênix
Senhora das Profecias !

Velas Coloridas entre as Frutas;

Velas Coloridas entre as Frutas;
♥ ♠ ♣ ♦

Quiromancia !

Quiromancia !
A Arte de ler as Mãos!

Sereia.

Sereia.